quarta-feira, 29 de julho de 2009

Flashback

Olá! Voltei!

Algumas coisas aconteceram nesse período que estava de férias! Entre elas um reencontro com um amigo das antigas: o Wagner!

Tivemos um lance muito bom no passado, mas meio que mal resolvido. Tanto é que quando nos encontramos sempre tocamos no assunto e às vezes rola uns beijos, uma conversa.

E aconteceu que na quinta dia 23, fui à emergência do Anchieta em Taguá e o vi, esperando atendimento também!

Conversamos animadamente e comentamos que tínhamos de parar de nos encontrar assim. Como seria bem melhor encontrá-lo sossegadamente!

Propus um lance pra ele então: A próxima vez que nos encontrássemos ao acaso iríamos pro motel sem pestanejar!

Ele aceitou o desafio!

E como o destino é mesmo sacana, espero reencontrá-lo em breve!

Beijos!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Lembrancinha de viagem

Eae moçada

Os últimos dias minha agenda não tá ajudando com a putaria.


Só que tive uma grata surpresa. A Betty entrou de férias nessa semana e amanhã - digo, daki a pouco - ela irá pro nordeste. Que beleza, hein?

Ela me mandou um email falando de sua viagem e tal. Nele, ela perguntou o que eu queria de lembranças de lá. Respondi que queria uma lembrança antes dela ir.

A Betty entendeu e disse que me ligaria no início da noite. Nos falamos e ela me pediu que eu a deixasse no aeroporto.

A peguei em casa, coloquei suas malas no carro e seguimos pro aeroporto. Só que ela sugeriu que eu passasse por outro caminho. Entendi e acatei sua vontade.

No meio do caminho e pediu que parasse pra ela me abraçar. Estacionei e ela desceu?! Pra que descer, perguntei. Ela mandou eu parar de reclamar e ir receber o abraço de despedida.

Desci, rodei o carro e fui ao seu encontro e ela me dá um longo abraço... Por um momento pensei milhões de coisas, mas antes que eu falasse qq coisa ela apertou minha bunda e colou sua cintura na minha.

Fiquei de pau duro na hora!

Ela não disse nada e foi abrindo minha calça. Apertou meu cacete e foi descendo sua boca, mordiscando meu peito, passando a língua e me deixando doido.

Mas louco mesmo fiquei quando ela falou que queria minha porra. Disse isso e começou a me chupar. Enfiou meu pau na boca e não parou de mexer a língua, de passar a mão em minhas pernas.

Nem quis me segurar nem nada. Fechei os olhos e curti aquela mamada maravilhosa até não aguentar mais.

Gozei urrando!

Ela pediu meu lenço, se limpou e voltou a perguntar, de um jeito bem sacana, se eu queria alguma outra lembrancinha do nordeste.

Disse que sim, claro. Bastava ela voltar e repetir a dose. Qq coisa que me surpreendesse dessa forma seria perfeito!

Boa viagem Betty, e até a volta.

Psico 11

Um grupo de jovens fizeram um pacote turístico para conhecer o litoral e eles afirmam que na foto tirada por um deles há uma praia.


Você consegue encontrar alguma praia?

a) Claro. Olha a praia ae!
b) Acho que sim. Se tem água e areia, então é praia.
c) Hum. Eu honestamente não tenho certeza.
d) Nem praia, nem areia, nem nada...

terça-feira, 21 de julho de 2009

Pequena pausa

Ois!!!


Sei que ando meio sumida estes dias, mas estou recarregando as energias, pra continuar a postar! E com novidades... que começarei a postar em breve!

Sei que estou devendo alguns posts, mas logo estarão aqui, inclusive a despedida do Douglas!

Muitas saudades de vcs!

Até breve!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Psico 10

Segundo o padrão europeu de moda, na próxima estação, os modelitos terão um visual mais clean, sendo apresentados sem estampa.


Comparando com a modelo acima, o padrão europeu está sendo adotado?

a) Perfeitamente. Modelito sem estampas e poucos acessórios.
b) Magnifique. Ela segue as tendências de Paris.
c) Moda? O que é isso?
d) Ah se eu tivesse essa modelo lá em casa...

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Era pra ser SEM sexo

Olá moçada.

Após o texto de ontem, a Fernanda me cobrou o texto sobre nossa outra aventura, que rolou no dia 6.

Eu tinha dito que escreveria a respeito logo após o texto: o domingo rendeu, mas por conta do trabalho acabei não tendo tempo. E acho que não valia contar algo com tanta diferença de tempo.

Sugeri então que ela escrevesse que eu colocaria aki no blog de boa. Até achava que ela nem iria escrever nem nada. Mas me enganei...

Então segue o texto escrito pela Fernanda (em verde), com comentários meus (em preto) sobre a tal putaria.

Cheguei em casa morta de cansada da farra com meus sobrinhos. E entrei na net para verificar os acionamentos, isso lá pelas 23h do domingo, hehehe...

Quando de repente abro o msn com mensagem do Bruno, perguntando como eu estava e o que eu estava fazendo. Fiz as mesmas perguntas e a resposta foi: "Estou com dores nas costas". Era a deixa pra uma massagem.

Respondi que não sou nenhuma massoterapeuta, mas podia ajudar a aliviar as tais dores se ele quisesse. Ele aceitou com uma condição: Hoje é SEM sexo! Que papinho esse meu, não?

Ok! Até parece que eu iria resisti aquele corpo quente mesmo morta de cansada fisicamente...

Nos encontramos no posto ipiranga e entrei no carro dele e fomos direto pro motel Flash. Eu bem calma e séria, pedi que ele ficasse a vontade para o começo da massagem.

Ele pegou uma vodkazinha e levou para a cama, ficou de cueca e deitou. Eu estava com uma blusa de seda que é larga e comprida e já tirei a saia, enquanto ele me olhava pelo espelho e de perfil não teve certeza se eu estava ou não de calcinha.

Foi então que subi na cama e sentei bem no meio das costas dele esfregando minha buceta quente e úmida.

Não deu outra. Ele começou a gemer e eu fiquei mais excitada.

Passei as mãos nas suas costas, como que para tirar o cansaço e as energias negativas. Peguei o óleo e derramei suavemente por todas as suas costas. Ela deve ter gastado o vidro inteiro...

Isso eu já estava sentada no seu bumbum (e que bumbum lindo!).

Comecei a massagem que demorou uma hora. Cuidei de todo seu corpo, dos pés a cabeça. Não resistindo mais a excitação tirei a minha blusa e a sua cueca, e deitei sobre ele...

Nossa que corpo quente, que cheiro gostoso de sexo e os gemidos! Ahhh.

Foi quando ele se virou, puxou meus cabelos e falou bem no meu ouvido: você quebrou a sua promessa!

Eu já estava de olhos fechados, só dei um sorriso de canto de boca. Ele me beijou a boca e foi descendo, descendo, descendo até meu clitóris, quando mandou que eu ficasse de quatro.

Agora sim, a putaria começou (hehehe!). E com muita agressividade, puxões de cabelo, mordidas, sufocamentos... Agora vcs talvez entendam porque na outra (texto: mandando bala...) eu peguei leve!

Eu o queria todo dentro de mim... Enfim, fui ao espaço e voltei. Isso já tinha passado mais outra hora, hahaha!

Quando estava morta na cama com o Bruno alisando meus seios... Ele me fala que ainda não tinha gozado.

Caramba! Não perdi tempo. Levantei, peguei a segunda garrafinha de vodka, dei um gole e entreguei o restante pra ele.

E comecei a chupá-lo loucamente... Delícia demais! Só faltou jogar smirnoff no meu pau... Caralho, quero nem imaginar a cena...

Até que em dado momento ele me perguntou aonde ele iria gozar. Respondi: ainda nãããão. Quero anal.

Que cara de FDP ele fez! E como é que não fica mais tarado ainda com um pedido desses?

Fiquei na cabeceira da cama, empinei a bunda e ele começou a penetração bem devagarzinho... não resisti e mandei: mete com força! E ele me responde: não quero te machucar!

Eu respondi: não vai machucar! Mete logo do jeito que eu quero. Noooooooooooossa! Eu não gemia. Eu gritava de prazer! E quando eu sentia sua respiração quente e forte no meu pescoço, então. Uuui...

Foi excelente começar as primeiras horas da semana com uma foda gostosa como esta!

Cheguei em casa às 4h da manhã para levantar as 7h... hehehe! Que vidinha difícil, não? Hahaha!


A dona tá mandando bem. Tem potencial.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Mandando bala com vigor!

Eae pessoal.
 
Sei que estive sumido, mas tive pendências profissionais que exigiam minha atenção e acabei sem acesso à internet.
 
Mas tamos de volta ao blog e à putaria - que é o que interessa.
 
Voltei a sair com a Fernanda no último sábado. Falei rapidamente dela aki, mas não entrei muito nos detalhes.
 
Já saímos algumas vezes. Só que o fato mais interessante foi a velocidade que caímos pra sacanagem. E mais, ela é safada como eu gosto!
 
No sábado eu tava de bobeira em casa, por conta de um compromisso que acabou sendo desmarcado em cima da hora. Aproveitei assim, pra colocar algumas coisas em dia e até pra relaxar, porque ninguém é de ferro.
 
Lá pelas 10, 10 e pouco da noite, a Fernanda entra no gtalk... Conversamos um tempinho e ela me cobrou uma massagem (pra pagar a que ela me fez na semana passada [no dia 6].
 
Claro que era papinho pra gente se ver e a noite acabar em sexo selvagem. Ótimo! Na verdade, pensei em pegar leve com ela. Leve no sentido de ser mais lento, calmo e atencioso. Agressividade é um item que não deve ser usado com taaanta frequência.
 
Fui buscá-la em casa, e aconteceu dela estar sozinha e me chamou pra entrar. Demorou.
 
Subimos e fomos direto pra cama. Huummm. Na verdade, por hora eu só ia fazer a tal massagem. Mas com a dona só de calcinha, óleo e os gemidinhos dela... a brincadeira não durou muito.
 
Virei-a de frente e fui lambendo seu corpo. Desci entre suas pernas e a chupei com gosto.
 
E ao invés de meter com força em posições diferentes, decidi pegá-la com calma e jeito num basicão papai-mamãe que ela tanto gosta. Mexia devagar pra que ela curtisse cada segundo. Meia hora depois, o controle já tinha ido pro saco! Foi uma viração louca...
 
Ela sentou por cima de mim, colocando força nas suas reboladas enquanto eu segurava seus braços pra que ela viesse mais ainda ao meu encontro. Ela curte demais estar por cima e eu gosto de ver seu rosto enquanto a FDP me cavalga.
 
Só que com a força desvairada que fazíamos, sei lá como, acabei saindo parcialmente da cama. Fiquei com as costas no chão mas com a bunda e as pernas ainda na cama. E ela ainda por cima, querendo me quebrar ao meio. E foi bom demais.
 
Cai de vez no chão, mas nenhum dos dois queriam parar a foda.
 
Subimos de novo na cama pra continuar a putaria. E a trepadinha que era pra ser calma acabou quase quebrando a cama. Aliás, a cama atravessou o quarto e foi parar na outra parede!
 
Meter com força e usar o vigor físico é excelente. E olha que nem estou na minha melhor forma. Suar na cama é tudo de bom.
 
...e pra não falar que foi perfeito, só faltou uma vodkazinha pra relaxar!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Psico 9

Outro teste para as mulheres.

A Samantha, que está se acostumando com a minha Smirnoff Ice, insiste em afirmar que o cidadão ae tem uma garrafa de vodka.


Eu não vejo porra nenhuma nessa merda. E vc? Consegue achar alguma bebida russa na imagem?

a) Sim. Tem uma vocka bem ali.
b) Deve ter qq coisa ae;
c) Não consigo ter certeza...
d) Não tem bebida nenhuma ai;

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Na escada

Ois

Fazíamos um projeto na empresa e o Matt participava dele.
Moreninho, cabelo de mola, malhado, gostoso. Uma boca super gostosa e lindos olhos.


Ao final de um dia de trabalho, quando eu saí ele comentou: Tive que enrolar horas, só pra ter um pretexto de ir embora junto contigo.

Me desarmou e eu fiquei pensando: isto é uma cantada.

Ofereci uma carona e o encontraria em determinado local, mas acabou que tive um contratempo e furei com ele. Mandei uma mensagem de texto pro celular dele e me desculpei.

No outro dia consegui dar a tal carona, rolou um beijo e combinamos um encontro no dia seguinte. Ele furou comigo, eu estava ansiosa e fiquei um pouco chateada.

Eu fingi que fiquei puta com ele. O Matt se esforçou em desculpar-se. Avaliei assim, o interesse dele e pedi desculpas tb.

Em uma segunda, chegamos juntos e quando íamos subindo eu falei que no final do andar havia uma escada e o encontrei lá, pelo outro andar!

Estava escuro, pois não há mais acesso ao prédio por lá. Mas, lá havia uma cadeira abandonada.

Depois dos beijos e abraços, ele tirou uma camisinha da mochila e putz, era a última.

Blz! Aproveitamos então. Ele sentou na cadeira e eu no colo dele. Quando eu estava rebolando, ele me segurou firme e levantou!

PQP! Rebolei mais ainda e ele segurou. Foi intenso! Umas das posições que ele mais gosta. Bom pra caralho!

Ao final, fui trabalhar! Feliz da vida!

PS: O Matt apareceu na minha vida e ficou como uma das pessoas mais importantes.

Sabe aquela pessoa que dá aquela levantada no ego, como poucos homens sabem fazer?

Ficamos juntos exato 1 mês, o suficiente pra deixar uma grande amizade. Ele sabe do blog e comentou comigo que teríamos que fazer algo novo pra eu poder postar!

Ah, E ele ainda me apresentou o Marquinhos. Então, amigo gostoso, super bom de cama e que ainda apresenta um amigo.

Isso é que é poder contar com o amigo!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Inauguração!

Ois!

Já comentei no blog que o Douglas vai casar. E ele já se mudou pro apto onde vai morar.


Ele, então me chamou pra conhecer sua nova casa, já que agora deixaremos de ser vizinhos.

Combinamos de ir até lá e eu decidi fazer uma surpresa: coloquei por baixo do vestido que estava um uniforme de empregadinha doméstica!

Entramos no prédio pela garagem, assim evitaríamos o porteiro e demais olhares. No elevador, começamos a pegação.

Quando entramos e ele fechou a porta do apto, tirei o vestido e fiquei de uniforme dizendo que ia fazer o que o patrão mandasse.

Começamos a faxina! Na sala fui arrumar o sofá, apoiada no encosto fiquei de costas enquanto ele me chupava e enfiava seu caralho em mim.

Empurrei ele pro tapete e fiquei por cima, agora só de aventalzinho branco. Enquanto fazia vai e vem, perguntava o resto do serviço por fazer.

Iria deixar cada cômodo com uma lembrança minha pra ele, cada um com uma posição!

O levei pra cozinha. Tenho tara em cozinha! Rs

Mesa é básico demais, então mandei ele segurar no puxador da geladeira e NÃO tirar a mão de lá!

Enquanto ele segurava, chupei o cara. Lambi, mordisquei, passei minha língua no corpo todo. Depois colei meu corpo ao dele e ergui a perna forçando minha buceta no seu pau.

Aí sim, deixei que ele soltasse uma das mãos e segurasse minha perna. Enquanto eu segurava sua outra mão e o beijava. Quase quebramos o puxador da geladeira novinha!

Depois sentei na bancada da cozinha enquanto o puxava pra me penetrar novamente. Ele fazia movimentos lentos, me apertava, estocava e me olhava. Putz!

Falei que o queria na cama dele, ele me levou no colo! E eu nem sou a noiva!

Fiquei por cima dele e me alucina rebolar na sua pica. Ele não aguentou, gozou em seguida.

Mas o trabalho no quarto estava apenas começando. Tomamos um banho juntos e voltamos pra cama. Nunca ficamos tanto tempo assim, então compensamos todas as rapidinhas.

Busquei na cozinha um balde de gelo com um espumante, previamente preparado! Alternei no corpo dele, a pedrinha de gelo com a bebida e claro minha boca!

Depois foi minha vez, ele tomou champagne no meu corpo, ele beijava, chupando um mamilo e acariciando o outro com o gelo alternando sem se demorar em nenhum deles.

Quando o arrepio era total ele passou bem na beirada da minha buceta o que restara da pedra de gelo sem jamais tocar no clitóris.

Após cada passada, encostava o gelo diretamente no cuzinho até ele ficar bem geladinho. Voltando a passar na beirada da buceta enquanto tocava exclusivamente com a pontinha da língua a entradinha do meu cuzinho aquecendo-o.

Eu estremecia toda, toda arrepiada, seios totalmente intumescidos, boca ressecada, gemidos secos, gritos inaudíveis, falta de fôlego.

Ele me penetrou profundamente enquanto eu prendia minhas pernas nas suas costas. Só que eu precisava de movimento e fui pra cima dele, segurei seus braços e me acabei em cima dele.

Ficamos abraçados, conversando. Até que dormi. Acordei com ele no banho e fui conversar sobre a despedida dele!

Tive a ideia de levar uma equipe de faxineiras pro apto dele!!!

Beijos pessoal!

Depois escrevo contando essa despedida!

Esse domingo rendeu mesmo!

Voltei! E com tudo.

Muita putaria. Mas não apenas... Nesse domingo teve de tudo. Não planejado. Acho até que se tivesse planejado não teria sido tão bom.

Eu ainda não tinha falado do Breno p/ vcs, pois é... ontem por volta de 1 hora da tarde ele me ligou para almoçarmos juntos. Ele me pegou em casa e fomos ao restaurante.

Falei com ele sobre uma proposta que a Sam havia me feito: eu, ela e mais um alguém, vcs já sabem o que é isso.

Ele não estava nos planos mas é claro que pensamos nessa possibilidade.

Essa conversa começou a me deixar excitada.

Eu e o Breno estávamos morrendo de saudade, pois a última vez foi perfeita.

Depois do restaurante fomos ao Flamingo, um motel excelente.

Chegamos às 2:00 da tarde e fomos embora às 5:00. Foi perfeito, sem pressa, muitos beijos e abraços antes mesmo de chegarmos a suíte... O tesão começou no restaurante, foi aumentando no carro e explodindo nas escadas da suíte.

Nos devorávamos com olhos, mãos e bocas. Fui às nuvens com seu sexo oral.

Gozamos juntos no papai e mamãe e olho no olho. Maravilhoso!!!!

Por volta das 5:30 eu estava de volta em casa, depois de uma tarde daquela tão relaxante acabei pegando no sono.

Acordei às 7:30 e com som o meu celular tocando, era o Renato um esquema que uma amiga já tava montando há um mês.

Ele me ligou p/ comermos alguma coisa com os amigos e depois dançarmos.

Por volta das 9:00 da noite, ele e amiga em questão, me pegaram em casa.

Passamos na casa de mais um amigo. Saímos os quatro.

Depois do lanchinho o outro casal inventou que estava cansado e não queriam mais ir p/ nenhum lugar naquela noite.

O esquema tava montado. Eu e o Renato deveríamos ser apresentados e depois deixados a sós. Foi o que aconteceu.

Decidimos ir passear no Pontão do Lago. Andamos abraçados, pois lá estava muito frio. Aliás o frio sempre é uma ótima desculpa...

Sentamos na beira do lago e o clima começou a esquentar, papo vai papo vem, quando dei por mim o Renato colocou seus dedos entre meus cabelos pela minha nuca e encostou seus lábios, sedentos, aos meus. Foi um beijo longo, quente, suave e excitante.

Decidimos ir olhar a vista do outro lado do Lago (em frente ao Pier 21), mas não no estacionamento, mas em uma parte de gramado bem encostado ao lago, a vista era maravilhosa e a música no carro também, uma seleção das músicas que eu mais gosto. Dicas que ele pegou com a minha amiga.

A música contribuindo para esquentar o clima. Como eu já disse antes, música é sempre bom, ajuda muuuuuuuito.

Nos beijávamos, amassávamos... os gemidos começaram a ser tornar inevitáveis, a respiração ofegante, as bocas e mãos incontroláveis. Ele tinha um toque perfeito, tanto em minhas costas, quanto em clitóris. Demoramos bastante até a penetração.

Que preliminares!

Depois de tudo isso dei aquela sentada gostosa em seu "colo"... foi muito excitante ver o quanto sua expressão facial revelava o tesão que ele estava sentindo por mim.

Como tava gostoso. Como ele me fez rebolar gostoso. Os movimentos dos nossos corpos alcançaram uma sincronia perfeita.

Depois que gozamos ficamos ainda umas duas horas abraçados nos beijando, acariciando, conversando. Afinal como já foi dito antes, somos humanos, não somos máquinas. Se a idéia fosse apenas gozar, ficaríamos satisfeitos com vibradores e bonecas infláveis.

Mas a química era forte demais. Não deu para segurar tanto tesão e voltamos para a segunda rodada.

Cheguei em casa às 4 da madrugada.

O domingo rendeu

Oie

Acabei de chegar da balada e minha noitada de domingo rendeu.


Sai pra beber qq coisa e ver gente nova à noite... Ae, acabei encontrando a Fernanda, que é uma colega de trabalho.

Dai, papo vai, papo vem... um choppinho aki, uma ice ali...

Resumindo a obra. Quebrei a regra 4, estou com as pernas bambas mas totalmente satisfeito.

Enfim, passei aki só pra comentar o fato e vou capotar. Estou realmente precisando de uma descanso.

Logo mais, durante o dia, eu descrevo em detalhes tudo que rolou.

Bom início de semana.

domingo, 5 de julho de 2009

Decisão difícil

E ae pessoal.

Se tem uma coisa que não gosto é ser pressionado.

Nessa última semana uma pessoa com quem me envolvi me colocou numa situação com poucas opções, sendo que todas elas são desconfortáveis para alguém.

Resumindo a história, pra evitar problemas com a família dela eu precisaria excluir alguns textos e comentários aki do blog. E isso me deixou puto de raiva.

Detalhe que nossa química é ótima, ela fode bem e é mente aberta a putarias de alto nível. O que na verdade piora essa incômoda situação, por dificultar minha decisão.

Odeio quando eu não controlo a situação.

Ainda não decidi o que fazer... porque se eu excluir a história dela neste blog, também não vou querer mais nada com ela. O que é uma pena!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Mais um desafio

Oi pessoal!

Decidi conhecer o Marquinhos hoje. Já falei dele aqui em um texto antigo: Possibilidades. Só nos conhecíamos por msn e fui lá ver de qual é!

Quando cheguei na quadra dele, vi um menino esperando por mim. Era o Marquinhos! Moreno claro, 1,80m, me deu um sorrisinho e eu me aproximei e parei o carro.

Desci e ele me recebeu com um abraço. Fiquei diante de um rapaz tímido de braços cruzados, que foi se soltando aos poucos com uma conversa amena.

Quando ele estava mais descontraído, percebi uma avaliação com seus olhos: ele disfarçava mas me olhava de cima a baixo.

Como ele já tinha me visto por foto, me elogiou. Achei legal!

Cara, me amarrei quando percebi que ele passava a língua discretamente pelos lábios. Mais tarde pelo msn ele confirmou mesmo que devia ter rolado uns beijos!

Falamos sobre o blog e ele falou que ia acompanhar mais de perto, e eu disse que iria escrever sobre ele.

Vou pensar em algo bem gostoso e fazer depois!

Aliás, temos muita oportunidades de histórias para o blog, já que ele é amigo do Matt já estamos planejamos algo bem picante.

Aguardem e Beijos!

Psico 8

O uso do cinto de segurança atualmente é um dos mais importantes itens de segurança no trânsito.


Assim, de acordo com a imagem abaixo, que nota vc atribuiria à piloto, de acordo as regras de segurança?

a) Nota 5. Mulher nem deveria dirigir.
b) Nota 7. A piloto usa o cinto.
c) Nota 9. Note que é um cinto de 4 pontas.
d) Nota 10! Tem até air-bag!!
Textos relacionados com suas imagens