segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Começo - quase - perfeito de 2011

Eu não podia imaginar um começo tão interessante para 2011.


-- Antes de mais nada, sei que estou meio que negligenciando algumas pessoas... Sorry! Irei escrever mais sobre isso depois! --

Eu tinha planos de voltar pra mega putaria em 2011. A idéia preliminar é pegar alguém para adestramento ou swing, apesar de ainda não ter como determinar qual caminho irei seguir.

No primeiro dia do ano troquei uns msn com a Sandra que queria conversar. Marcamos de sair para comer lá pelas 20h. Eu a peguei em casa, quase que pontualmente, e fomos pruma lanchonete na Ceilândia - que é claro, estava fechada. Fomos para uma segunda, em Taguatinga - também fechada. Acabamos parando na porra de um Giraffas mesmo.

Comemos, conversamos e decidi ir pra minha casa. Vou forçar um climinha pruma rapidinha. Essa foi minha intenção porque eu achei que a dona não seria lá essas coisas.

Já em casa, continuamos nossa conversa no meu quarto, ela sentanda na minha cama e eu sentado numa cadeira... Sabe? Pra dar aquela de bom moço? Papinho pra lá, papinho pra cá... e logo, logo senti que ia rolar.

Trouxe meu óleos e algumas camisinhas e fui pegando seu corpo e a conduzindo para a sacanagem. E ponto positivo pra dona! Essa sabe falar. Falar putaria durante o sexo algo que não escuto muito, o que é uma pena.

Particularmente nesse dia eu estava muito altruista e fui "cuidar" dela. Fui tirando sua roupa devagar, beijando e lambendo tudo pelo caminho. Fiquei um bom tempos em seus seios pequenos, antes de tirar sua calcinha - que aliás... PQP! calcinha coloridinha de criança, saca? Eu não mereço. Dei um desconto e joguei a peça prum canto qualquer e fui chupá-la.

Acho que a dona não imaginava ganhar tal presente de ano novo. Foi moleza fazê-la gemer, se contorcer e estremecer com minha língua. Seria muita falta?

Depois foi a vez dela retribuir minha chupada. Infelizmente a dela não era tão interessante assim, apesar de ser cuidadosa... Mas preferi parar logo pra eu não ficar puta com um boquete ruim.

Fui meter. Já estava na hora. E porra, a primeira metida foi complicado. A dona parecia virgem... Claro que não era, mas... foi foda entrar nela. Tive ajuda do meu óleo e com muita paciência, depois de alguns minutos(!) ela já estava à vontade. Depois ela disse que estava a 3 anos sem sexo!! Porra. 3 anos??

Enfim. Ficamos trocando de posição por um bom tempo. Nossa foda foi até boa. Pra falar a verdade foi duradoura, mas apenas mediana. Legal para começar o ano bem, mas não imagino a tal Sandra aparecer muito por aqui.

Novamente, consegui transar sem gozar. Contudo, por ter durado cerca de 3 horas, senti uma dor FDP depois. Algo tipo uma cólica forte pacas. Passou depois de algumas horas, mas dessa vez achei incomum a tal dor. Até vou ao médico para ver esse caso, e se for algo significante eu conto aqui.

Resumindo. Sandra, dona nova, até interessante, mas não muito. Vale para umazinha eventual, sem lá muita graça, mas tá valendo. Não foi perfeito, mas foi quase.

Abração e que 2011 traga boas aventuras para nós todos.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Passando em branco

Puta merda!


Nem eu nem a Sam paramos para comemorar o segundo aniversário do blog.

Foi mal... apesar de que, o segundo semestre foi paradão.

Mas 2011 promete!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

É dia de feira!

Oies!


Religiosamente 1 vez por semana frequento uma feira aqui da cidade.

E há algum tempo reparei num moço da tal feira.

Acontece que ele não comercializa nenhum gênero alimentício o que nunca me fez passar no seu box. Mas ele chamava minha atenção e eu constantemente o encarava.

Em uma dessas idas e vindas ele deve ter percebido meu interesse e passou a corresponder meu olhar.

Estabelecemos assim um contato silencioso, uma comunicação à ditância.

Ficamos nisso por muito tempo pq quase sempre estou com um 'empata-foda', o que não permitia uma aproximação direta.

Como não aguentava mais essa situação, simplesmente num dia diferente da semana, apareci na feira.

Dei umas voltas e nada de conseguir ver o objeto do meu desejo. Quando de repente, ele se aproxima por um corredor logo atrás de onde eu estava.

Me assustei e falei que era ele quem eu estava procurando. Nos apresentamos e ficamos ali conversando com ele basicamente colado à mim.

Benício
, seu nome, moreno, alto e perguntou o motivo pelo qual eu estava lá.

Da minha parte muita curiosidade de saber o que me atrai nele. Trocamos telefone e estamos nos contatos pra ver se acontece alguma coisa.

Se rolar conto aqui como foi!

Bjos!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

E o leitor virou parceiro... (Finalmente)

Ois!


Depois que escrevi o post sobre voltar a escrever no blog, reativei contato com o Fellipe e liguei para ele vir até Taguá p/ uma rapidinha!

Ele concordou e nos encontramos no pistão sul, fomos direto pra casa do Bruno.

Minha urgência de sexo com ele era tão grande que o puxei pela mão direto para o quarto.

Enquanto subíamos ele falava da falta de camisinha. No quarto do Bruno, acho que não havia nenhuma mesmo e saímos pra comprar.

Antes, porém peguei a mão dele e fiz com que deslizasse sob meu vestido. Pra me redimir da roupa do nosso último encontro fui com um vestidinho e... só!

Quando voltamos ainda estávamos comentando sobre o detalhe do vestido. Nos beijamos na sala e subimos pro quarto novamente.

Eu fiquei sentada olhando o ritual dele tirar a roupa. Então ele veio na minha direção, me beijou, ajoelhou na minha frente e eu percorri seu corpo com minha mão até alcançar seu pau duro, puxei um pouco sua cueca e comecei a chupar. Delícia!

O Fe tem 1,70+/-, malhado, cara de menino, aliás um menino. E um tesão. Um pau delicioso! 3G.

Depois ele se livrou do resto da roupa e tirou meu vestido. Me empurrou na cama e me chupou. Pausa dramática para ele colocar a camisinha e ele falou q não curtia mt, opinião q divido com ele, mas é um mal necessário.

Então ele ele veio por cima de mim e meteu gostoso. Arrancando gemidos q há mt eu não dava.

Ficamos um tempo assim e ele confessou cansaço em função do ritmo de trabalho. Tudo o que eu queria é que ele sentisse prazer e pedi pra ele gozar. Foi intenso.

Conversamos um pouco, nossas mãos percorrendo nossos corpos e eu fui chupá-lo novamente. Ele perguntou o que eu queria e eu deleguei parte da função p/ele.

Com ele no controle eu estaria fudida literalmente. Então eu aceitava ou não as sugestões dele. Recusei o lado B por pouca preparação p/ o encontro.

Fiquei de 4 pra ele e ele me dava tapas na bunda, aquilo me deixava, ainda mais louca.

Fiquei por cima e ele passava a mão na minha bucetinha alisando meu clitóris. Depois me encaixei nele e rebolava alucinadamente até conseguir fazê-lo gozar.

PS 1: Os fatos que levaram a este post levaram mais de 1 ano, mas valeram cada minuto. Obrigada Fellipe, por não desistir de nós! rs

PS 2: Ele teve contratempos ao me encontrar e Fellipe desculpe por qualquer coisa. Bjos!

domingo, 21 de novembro de 2010

Voltando! ...mas só em 2011

Saudações a todos.


Vim aqui de passagem, após quase 3 meses sem que eu aparecesse para escrever. Confesso que cheguei a pensar em não mais voltar para esse blog...

Mas a Sam puxou minha orelha e me intimou a voltar. Ela me conhece como poucas e deu aquele empurrãozinho para que as coisas retornassem a minha normalidade.

De fato, era realmente o que eu precisava. Isso ou uma mulher para sacanas novidades! ;)

No meu período de ausência aconteceu de tudo. Mas de forma quase negativa. Donas sem entusiasmo, muitos foras e fodas ruins.

Também conheci duas donas novas. Mas nem valeram a pena... foi só pra não ficar mesmo na mão. Literalmente.

Assim, aproveitei para tirar um tempo só pra mim. Sai com frequência para bons restaurantes, alguns barzinhos - muuuita tequila - e até descansei em algumas curtas viagens.

Nisso, e a pedido mando da Sam, resolvi retomar a busca por uma parceira para swing, que é uma de minhas preferências. Irei realmente me concentrar em uma nova busca.

Exceto pelo possível caso de um adestramento acontecer, ainda que esta situação esteja 'meio' enrolada.

Contudo, em qualquer dos casos, comentarei sobre o assunto, seja qual for o lance que rolar.

Sobre voltar apenas em 2011.

Eu imagino que não terei tempo para nada mais agressive neste ano, principalmente pela minha agenda. Tô numa correria enorme e a putaria está em segundo plano, pelo menos até janeiro.

Claro que se rolar algo mais interessante, eu conto aqui!

Quero aproveitar e mandar ums alôs especiais.

Portuguesa: Agora é tudo ou nada. Concorda?

Consuelo: Tu me gustas mucho, pero lo siento que nuestros horarios no están sincronizados.

Elisa: Vi seu comentário, mas estou sem seu número. Dê uma ligada ou entre em contato com a Sam e vamos colocar o papo em dia. Que tal?

Fernanda: Foi ótimo enquanto durou. Beijo.

Carioca (por última, mas não menos importante): Saudades suas. Não suma tanto assim. E bem-vindo ao MMzinho.

Finalmente...

Apesar de quase não mais entrar no twitter, continuo de olho no email e orkut.

Tenho lido e respondido todas as questões que me chegam. Fico feliz em ajudar aqueles que estão dando os primeiros passos nesse caminho que sigo a tanto tempo.

Em tempo. Agora em dezembro o blog competa seu segundo aniversário. Vale a comemoração. Motel + champanhe + algemas?
Textos relacionados com suas imagens